Com crítica à faixa de novela das 23h da Globo, ‘Tá no Ar’ bate recorde

Sem Parar

Personagem Militante, vivido por Marcelo Adnet, chamou novelas do horário de soft porn

Cena do humorístico

Cena do humorístico “Tá no Ar”

Foto: Divulgação

Com uma piada sobre a faixa de novelas das 23h da Globo na última terça-feira (9), o progarma “Tá no Ar” registrou recorde de audiência.

Ao criticar o horário que já abrigou, entre outras, “O Rebu” e “Verdades Secretas”, o humorístico alcançou 16 pontos de ibope na Grande São Paulo.

O personagem militante, interpretado por Marcelo Adnet, criticou a ideia da “venus platinada” de criar um novo horário para exibir novelas. “Até a Playboy deixou de mostrar subcelebridades nuas e a senhora inventa novo horário para exibir seus atores pelados? Aí o pseudo burocrata especialista visual: ‘Isso é conceito, novela das 23h, terceira linha de show. Porra nenhuma! Isso soft porn”.


-
Anhanguera
-
Anhanguera

Sem Parar

Comentários: (0)







Sem Parar
-
Anhanguera