Unhas fracas e quebradiças? Médico explica causas e tratamentos

O tratamento vai depender da causa de base, corrigir hábitos errados e em casos de patologias, corrigir a doença, que geralmente está associada à anemia

Unhas fracas, ressecadas e quebradiças é um problema que incomoda muitas pessoas. As causas são variadas, desde doenças como anemia, hipotiroidismo, diabetes e déficits nutricionais, até hábitos errados como retirada excessiva da cutícula, roer unhas, uso contínuo de esmaltes e uso de produtos químicos sem proteção.


Segundo José Roberto Fraga Filho, dermatologista membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, e Diretor Clínico da clínica Dermagynus, retirar as cutículas em excesso, bater de forma repetitiva na unha, usar esmaltes sem fazer pausas, e o principal e mais frequente normalmente associado a casos de ansiedade, roer unhas, são os hábitos prejudiciais mais comuns.

“O tratamento vai depender da causa de base, corrigir hábitos errados e em casos de patologias, corrigir a doença, que geralmente está associada à anemia, hipotiroidismo e déficit nutricional. Além disso, suplementar com a vitamina B7, também chamada de Biotina, e não podemos esquecer do Zinco, Ferro, entre outros”, explica o dermatologista.

Para deixá-las fortes e saudáveis, a orientação do médico é investir em uma alimentação rica em nutrientes, vitaminas e minerais encontrados nas carnes vermelhas, ovos, laticínios, feijão, verduras de folha escura e frutas ricas em vitamina C, retirar hábitos errados da sua rotina, como os descritos acima, e evitar o uso de removedores a base de acetona que por ser um produto químico pode vir a piorar a fragilidade das unhas.

“Hidratação diária nas unhas é um hábito que poucos fazem, mas que vem a ajudar muito nos casos de unhas frágeis, você pode usar o mesmo hidratante que usa na face ou no corpo, o importante é criar o hábito e usar diariamente”, destaca Fraga.

O esmalte, como todo produto químico, leva a uma agressão a unha deixando-a fracas e ressecadas, a recomendação da Sociedade Brasileira de Dermatologia é deixar suas unhas sem esmalte uma semana por mês, na impossibilidade recomenda uma pausa de 2 dias entre uma esmaltação e outra.



Comentários: (0)







Anhanguera