Tim Burton quer usar Carnaval do Rio para inspiração de filme

Diretor norte-americano vê ligação do desfile do Salgueiro com a obra de ‘Coffin Joe’

Rio – Diretor de ‘A noiva cadáver’, ‘Edward mãos de tesoura’ e ‘Batman, o retorno’, o norte-americano Tim Burton quer usar as escolas de samba como inspiração para um próximo filme. Em entrevista a Paulo Cappelli, do Informe, ele, ao falar da ideia, associou o desfile do Salgueiro — que trouxe representações das entidades da umbanda Exu e Pomba Gira — ao cineasta e ator Zé do Caixão (conhecido como ‘Coffin Joe’ no exterior).

Burton, que acompanhou o desfile no Camarote da Boa, é fã do colega brasileiro. Ele usou o celular para filmar e fotografar a apresentação das escolas, que classificou de “deslumbrante” e de “a coisa mais linda” que já viu.

1. É a sua primeira vez no Sambódromo? O que você está achando dos desfiles?
Sim, é minha primeira vez aqui. Este é um sonho que eu tinha, estou amando muito isso tudo. Eu adoro ser surpreendido e aqui estou sendo surpreendido diversas vezes, e isso é o melhor. O desfile é deslumbrante.

2. O que mais chamou sua atenção?
A mistura de cores me chamou a atenção, a combinação que é feita, a arte, o design. Nunca tinha visto isso antes, é a coisa mais linda que já vi.

3. Você pretende utilizar o desfile como inspiração para um próximo filme?
Sim, claro: Coffin Joe!

Tim Burton usou seu aparelho celular para filmar os desfiles na Marquês de Sapucaí

Tim Burton usou seu aparelho celular para filmar os desfiles na Marquês de Sapucaí

Foto: Aziz Filho / Agência O Dia

Estado no teleférico
O governo estadual assumirá a operação do teleférico do Morro da Providência caso não seja cassada a liminar que suspendeu a escolha da empresa que seria encarregada do serviço — o vencedor foi o Consórcio Rio Teleféricos, ligado a Tiago Cedraz, filho do presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Aroldo Cedraz.

SuperVia não quer
Segundo Carlos Roberto Osorio, secretário estadual de Transportes, a SuperVia, que, por conta da liminar, aceitou operar o teleférico por mais um mês, avisou que não aceitará uma nova prorrogação.

Sem destino
Osorio, que desfilou à frente da Portela, não quis falar sobre seu futuro político. Disse que ainda avalia a possibilidade de se filiar ao PSDB para disputar a Prefeitura do Rio.

Precedente
Também no Sambódromo, Adilson Pires (PT), vice-prefeito do Rio, lembrou que Eduardo Paes trocou o PSDB pelo PMDB para se candidatar a prefeito do Rio. “Não me surpreenderia se o Osorio fizesse o caminho inverso”, disse.

Camarote do Léo
Na noite de segunda, Sérgio Cabral foi ao camarote da prefeitura, que virou palco de articulações ligadas à reeleição de Leonardo Picciani para a liderança do PMDB na Câmara dos Deputados. Semana que vem, Marco Antonio Cabral, filho do ex-governador, e Pedro Paulo Teixeira reassumirão seus mandatos para votar no aliado.

Mancha na relação
A relação entre a Liesa e Rogério Andrade, patrono da Mocidade Independente, piorou de vez. A escola não atendeu ao pedido de não pegar muito pesado no caso Petrolão — a Liga das Escolas queria evitar problemas com a Petrobras, tradicional patrocinadora dos desfiles.

Bola dentro
Médium da Fundação Cacique Cobra Coral, Adelaide Scritori esteve domingo no Sambódromo. Ela garantiu que, apesar da previsão de chuva, nenhuma gota d’água cairia durante os desfiles. Acertou.



Comentários: (0)







Anhanguera