Como decorar apartamentos pequenos

Chames Oliveira

Entenda os principais desafios e aprenda truques de decoração que ajudam a driblar a falta de espaço

Os apartamentos pequenos vieram como solução para o crescimento urbano. Processo que, a cada dia, torna os imóveis de grandes dimensões cada vez mais raros e o valor do metro quadrado, mais caro. Mas a diminuição da área das residências não é exclusividade nossa, e se repete em todo o mundo, principalmente nas grandes metrópoles.

Frente a essa realidade sem volta, o principal desafio passa a ser a organização de objetos e móveis, de modo a não atrapalhar a circulação das pessoas. Pensar em peças com medidas proporcionais ao espaço disponível, na diminuição da quantidade de móveis e no máximo aproveitamento de cada centímetro quadrado também é importante para ;que esses ambientes compactos fiquem mais aconchegantes e confortáveis.

Tudo para driblar a metragem diminuta com truques que dão impressão de amplitude e profundidade, afastando a sensação de aperto. A iluminação é uma das peças-chave para conseguir esse efeito. Além disso, cômodos integrados (sem divisão física) também acrescentam perspectiva na extensão dos apartamentos.

Projeto 1
Sem apertos no flat de 27 m² assinado por Ricardo Abreu Borges

Para solucionar a falta de espaço, o arquiteto criou ambientes abertos e multifuncionais. A sala, por exemplo, ganhou uma bancada que permite usar o cômodo tanto para trabalhar quanto para realizar as refeições. A unidade ficou por conta das cores e texturas. “Na decoração de áreas pequenas, o maior segredo é optar por materiais simples, que não poluam com excesso de informação”, afirma Ricardo. Revestido com porcelanato vermelho o banheiro faz contraponto com ;os tons de cinza ;utilizados no restante da casa.

Projeto 2
Fim das barreiras no apartamento de 44 m² assinado pela Mandril Arquitetura

Os arquitetos Bruno Reis e Helena Kallal derrubaram a parede entre o quarto e a sala – que também foi integrada à área ocupada pela extinta varanda – para otimizar o espaço. Apenas cozinha e banheiro mantiveram-se isolados, para garantir ;privacidade. A decoração que mistura diferentes estilos, do clássico ao moderno, se tornou possível pelo uso majoritário de cores neutras e por uma dose de ousadia que rompe com o senso-comum. “É legal misturar coisas que não tenham nada a ver uma com a outra. Quando os objetos contam histórias e carregam personalidade, o ambiente já fica coerente”, afirma Helena, cujo objetivo era criar um ambiente amplo, aconchegante e feminino.

Projeto 3
Cores claras valorizam apartamento de 42 m² projetado por Márcio Campos

A estrutura original do apartamento de 42 m² não previa paredes, mas o arquiteto optou por levantar uma divisória entre a sala e o quarto para trazer mais privacidade ao casal. A prevalência de tons claro e madeira natural em toda a decoração ajudaram a garantir a sensação de amplitude. “Quando decoro sempre busco criar uma base neutra forte e deixo que os objetos se encarreguem de trazer personalidade ao ambiente.”

Projeto 4
Privacidade calculada em apartamente de 40 m². Projeto da M+S Arquitetura e Design

O fechamento da varanda com janelas de vidro permitiu à ;arquiteta Marília Sacchi e à ;designer Sara Stopiglia, da M+S Arquitetura e Design, aproveitar melhor o espaço disponível no apartamento de 40 m². Assim, a cozinha, ambiente muito utilizado pelo cliente, foi ampliada e integrada à sala e ao quarto, que também perderam paredes. No lugar, apenas um sofá delimita sutilmente as áreas. O uso de móveis escuros deu o toque masculino ao projeto, que ganhou base clara para contrastar.

Veja nos projetos abaixo como implementar esses conceitos na prática e acompanhe as dicas sugeridas pelos arquitetos:

1. No apartamento de 27 m² projetado pelo arquiteto Ricardo Abreu Borges apenas uma cortina separa quarto e sala

1. No apartamento de 27 m² projetado pelo arquiteto Ricardo Abreu Borges apenas uma cortina separa quarto e sala

Foto: Divulgação

No projeto de Abreu Borges, a unidade é criada pelo uso de uma única cor na decoração

No projeto de Abreu Borges, a unidade é criada pelo uso de uma única cor na decoração

Foto: Divulgação

A televisão (com braço retrátil) posicionada na parede leixa a bancada livre. Destaque para o armário que sai da cozinha e invade a sala, permitindo melhor aproveitamento do espaço aéreo

A televisão (com braço retrátil) posicionada na parede leixa a bancada livre. Destaque para o armário que sai da cozinha e invade a sala, permitindo melhor aproveitamento do espaço aéreo

Foto: Divulgação

Na cozinha, Abreu Borges utilizou nixos para organizar vinhos e livros de culinária

Na cozinha, Abreu Borges utilizou nixos para organizar vinhos e livros de culinária

Foto: Divulgação

Embora em tom fechado (elemento ousado para ambientes pequenos), o porcelanato vermelho com acabamento brilhante ajuda a refletir as imagens. Destaque para o jogo de espelhos criado no canto irregular do ambiente

Embora em tom fechado (elemento ousado para ambientes pequenos), o porcelanato vermelho com acabamento brilhante ajuda a refletir as imagens. Destaque para o jogo de espelhos criado no canto irregular do ambiente

Foto: Divulgação

2. O apartamento de 44 m² projetado pelos arquitetos Bruno Reis e Helena Kallal, da Mandril Arquitetura, integra quarto e sala de forma delicada. Apenas um rack ajuda a delimitar o espaço e manter a bagunça organizada

2. O apartamento de 44 m² projetado pelos arquitetos Bruno Reis e Helena Kallal, da Mandril Arquitetura, integra quarto e sala de forma delicada. Apenas um rack ajuda a delimitar o espaço e manter a bagunça organizada

Foto: Divulgação

Os arquitetos da Mandril Arquitetura uniram varanda e área interna criando um único ambiente. Um armário multiuso foi instalado na antiga divisória dos espaços

Os arquitetos da Mandril Arquitetura uniram varanda e área interna criando um único ambiente. Um armário multiuso foi instalado na antiga divisória dos espaços

Foto: Divulgação

Luzes embutidas no teto ajudam a dar profundidade ao espaço e a porta de correr esconde a cozinha quando desejado

Luzes embutidas no teto ajudam a dar profundidade ao espaço e a porta de correr esconde a cozinha quando desejado

Foto: Divulgação

Na cozinha em formato de corredor, os arquitetos Bruna e Helena ocuparam apenas um dos lados para liberar a passagem. Uma porta de correr de vidro faz a separação com área de serviço

Na cozinha em formato de corredor, os arquitetos Bruna e Helena ocuparam apenas um dos lados para liberar a passagem. Uma porta de correr de vidro faz a separação com área de serviço

Foto: Divulgação

Para evitar a sensação de aperto no banheiro, os arquitetos do escritório Mandril utilizaram materiais transparentes, espelhados e em cores claras. As luzes embutidas que saem do espelho e do teto criam profundidade

Para evitar a sensação de aperto no banheiro, os arquitetos do escritório Mandril utilizaram materiais transparentes, espelhados e em cores claras. As luzes embutidas que saem do espelho e do teto criam profundidade

Foto: Divulgação

3. O arquiteto Márcio Campos projetou o apartamento de 42 m² com um número limitado de mobília, evitando acessórios sem utilidade no dia a dia. As cores claras dão sensação de amplitude e o uso de tons semelhantes ajuda a criar unidade. Atenção para a bancada da cozinha: as prateleiras otimizam espaço

3. O arquiteto Márcio Campos projetou o apartamento de 42 m² com um número limitado de mobília, evitando acessórios sem utilidade no dia a dia. As cores claras dão sensação de amplitude e o uso de tons semelhantes ajuda a criar unidade. Atenção para a bancada da cozinha: as prateleiras otimizam espaço

Foto: Divulgação

Para criar maior espaço de circulação na cozinha, Márcio Campos optou por posicionar todos os móveis de um mesmo lado (exceto a bancada de madeira que faz a divisão com a sala). As paredes serviram de base para armários

Para criar maior espaço de circulação na cozinha, Márcio Campos optou por posicionar todos os móveis de um mesmo lado (exceto a bancada de madeira que faz a divisão com a sala). As paredes serviram de base para armários

Foto: Divulgação

O banco encostado na parede otimiza o espaço que seria ocupado por duas cadeiras. A luz pendurada no teto traz maior iluminação para essa área, além de ceder espaço na mesa para outros acessórios. O quadro atua como um ponto de cor. O espelho traz profundidade

O banco encostado na parede otimiza o espaço que seria ocupado por duas cadeiras. A luz pendurada no teto traz maior iluminação para essa área, além de ceder espaço na mesa para outros acessórios. O quadro atua como um ponto de cor. O espelho traz profundidade

Foto: Divulgação

No quarto, o arquiteto Márcio Campos valeu-se de espelhos nas portas dos armários para criar a ilusão de espaço em dobro. Acima da cama, uma caixa suspensa serve de espaço para livros e objetos decorativos

No quarto, o arquiteto Márcio Campos valeu-se de espelhos nas portas dos armários para criar a ilusão de espaço em dobro. Acima da cama, uma caixa suspensa serve de espaço para livros e objetos decorativos

Foto: Divulgação

A varanda foi mantida a pedido do cliente, que queria ter um espaço exclusivo ao ar livre. Mais ao fundo, a lavaneria foi protegida pela parede

A varanda foi mantida a pedido do cliente, que queria ter um espaço exclusivo ao ar livre. Mais ao fundo, a lavaneria foi protegida pela parede

Foto: Divulgação

4 - No projeto da arquiteta Marília Sacchi e da designer Sara Stopiglia, apenas um sofá-cama faz a divisão entre quarto e sala

4 – No projeto da arquiteta Marília Sacchi e da designer Sara Stopiglia, apenas um sofá-cama faz a divisão entre quarto e sala

Foto: Divulgação

O quarto recebeu armários com porta de correr, criado-mudo suspenso e nicho para abrigar a obra de arte e reforçar sensação de profundidade. Na sala, um home-office foi instalado na parede oposta ao banheiro

O quarto recebeu armários com porta de correr, criado-mudo suspenso e nicho para abrigar a obra de arte e reforçar sensação de profundidade. Na sala, um home-office foi instalado na parede oposta ao banheiro

Foto: Divulgação

Para aumentar o espaço útil do banheiro, Marília e Sara substituíram a porta tradicional por uma de correr. Modelo também adotado nos armários sobre a pia, que receberam espelhos

Para aumentar o espaço útil do banheiro, Marília e Sara substituíram a porta tradicional por uma de correr. Modelo também adotado nos armários sobre a pia, que receberam espelhos

Foto: Divulgação

Marília e Sara optaram por manter a mesma cor nos móveis planejados para a sala e cozinha, garantindo a continuidade dos ambientes lado a lado

Marília e Sara optaram por manter a mesma cor nos móveis planejados para a sala e cozinha, garantindo a continuidade dos ambientes lado a lado

Foto: Divulgação

Com o aproveitamento da antiga varanda como cozinha, o espaço ganhou destaque no todo. Uma mesa acoplada à ilha central garante lugar sentado para todos os convidados

Com o aproveitamento da antiga varanda como cozinha, o espaço ganhou destaque no todo. Uma mesa acoplada à ilha central garante lugar sentado para todos os convidados

Foto: Divulgação

Comentários: (0)