Se sentindo sozinha? Saiba como ser feliz mesmo com a solidão

Conheço muita gente que gosta de ficar sozinha e, mesmo tendo parceiro e filhos, sempre que pode escolhe o sossego do isolamento. Aliás, eu sou uma dessas pessoas… Amo ficar comigo mesma! Também acontece com alguns que se separam – não arrumam um novo parceiro porque gostam da solidão e da liberdade.

E, ao contrário do que muitos pensam, essas pessoas não são amargas, e sim, felizes. São maduras nas emoções, e de bem com a vida. Sabem se socializar, mas são seletivas nas suas amizades e, como não temem a solidão, elas não se sujeitam a companhias tóxicas e negativas.

Foto: Shutterstock Images

É importante que você entenda que quem se sente bem sozinha não é uma pessoa egoísta. Pelo contrário! O egoísta precisa dos outros para explorar, ele não consegue sobreviver sozinho. A verdade é que, quanto mais você evolui emocionalmente e aprimora sua autoestima, menos você precisa dos outros, da presença, do reconhecimento ou dos favores deles.

À medida que você, com amor próprio, preenche seu vazio interior e enfrenta o medo de crescer, deixa de necessitar da presença de outra pessoa como muleta para sua dificuldade de caminhar na vida. Se você observar com atenção verá que os melhores relacionamentos acontecem entre pessoas com independência emocional, donas de suas vidas, senhoras de seus destinos. Aliás, o tipo de mulher que mais desperta interesse nos homens é aquela que, sem medo da solidão, não mendiga amor ou companhia, valoriza seu próprio espaço e não abre mão de sua vida.

O único cuidado que você precisa ter é não viciar na solidão, passando dias e dias no computador, na tevê e nas leituras, porque aí estará perdendo oportunidades valiosas de fazer a diferença na vida de outras pessoas. Portanto, desejo que você se torne cada dia mais independente – financeira e emocionalmente – para que a solidão deixe de ser um sofrimento e se torne apenas mais uma opção em sua vida.

Comentários: (0)






Sem Parar