Bafta dá sete estatuetas para o filme de guerra ‘1917’

Longa de Sam Mendes venceu nas categorias de melhor filme, roteiro e direção na principal premiação do Reino Unido. Joaquin Phoenix ganhou melhor ator por Coringa

O filme épico de guerra”1917″, de Sam Mendes, foi o principal campeão da edição 2020 do Bafta, prêmio inglês semelhante ao Oscar. Levou sete estatuetas pelas categorias melhor longa, melhor filme britânico, direção, fotografia, direção de arte, efeitos visuais e sonoplastia.


A premiação aconteceu no Royal Albert Hall, em Londres, no último domingo dia 2. Envolto na discussão se é plano-sequência ou não, o novo longa do diretor de “Beleza americana” acompanha dois soldados britânicos na Primeira Guerra Mundial que recebem ordens aparentemente impossíveis de cumprir. Em uma corrida contra o tempo, eles precisam atravessar o território inimigo e entregar uma mensagem que pode salvar 1600 companheiros. Agora a obra está ainda mais forte para brilhar na premiação do Oscar que acontece em Los Angeles no próximo domingo (8). Já a estatueta de melhor ator no Bafta foi para o ator Joaquin Phoenix pela sua perfomance em”Coringa”. O filme sobre o vilão do Batman tem 11 indicações para o Oscar.

Renée Zellweger foi eleita a melhor atriz por representar a cantora Judy . Enquanto o sul-coreano “Parasita” venceu na categoria de melhor filme de língua não-inglesa.

Brad Pitt e Laura Dern venceram como melhores ator e atriz coadjuvantes por “Era uma vez em Hollywood” e “História de um casamento” respectivamente no Bafta .

Veja os principais vencedores do Bafta 2020:

Melhor filme: “1917”

Melhor diretor: Sam Mendes (“1917”)

Melhor atriz: Renée Zellweger (“Judy: muito além do arco-íris”)

Melhor ator: Joaquin Phoenix (“Coringa”)

Melhor atriz coadjuvante: Laura Dern (“História de um casamento”)

Melhor ator coadjuvante: Brad Pitt (“Era uma vez em Hollywood”)

Melhor roteiro original: “Parasita”

Melhor roteiro adaptado: “Jojo Rabbit”

Melhor fotografia: Roger Deakins (“1917”)

Melhor filme de língua estrangeira: “Parasita”

Melhor documentário: “For Sama”

Melhor animação: “Klauss”


Anhanguera

Comentários: (0)





G4 Educação


Anhanguera