4 dicas para utilizar os livros na decoração dos ambientes

Arquiteta explica como inseri-los nos espaços e harmonizá-los com outros objetos da casa

Os livros não apenas enriquecem nossa mente com conhecimento, mas também desempenham um papel significativo como elementos decorativos. Disponíveis em uma variedade de brochuras, capas e cores, eles se tornam componentes essenciais na decoração de qualquer ambiente, refletindo a personalidade e o estilo do morador.


“[Os livros] são sempre bem-vindos no décor e temos diversas maneiras de usá-los na decoração. Podemos colocá-los em evidência em mesas de centro, estantes ou nichos, por exemplo. Não há regras, mas ter em mente que os livros são um convite à vida, movimento e interação”, comenta a arquiteta Isabella Nalon, à frente do escritório que leva o seu nome.

Vantagens dos livros na decoração
Além de refletir o gosto do morador, uma das principais vantagens dos livros na decoração está na possibilidade entreter, informar e decorar, tudo isso com apenas alguns exemplares. A economia também é um dos pontos fortes nesse estilo de décor , uma vez que não demanda adquirir objetos decorativos para embelezar o ambiente, pois a coleção do morador já cumpre esse papel.

Como geralmente são itens pequenos, podem facilmente mudar de disposição, o que favorece a limpeza e o cuidado com os títulos. Isabella Nalon lembra que outra grande vantagem é o impacto. “Os livros são interativos. A possibilidade de compor o décor com peças que incentivam o visitante aos movimentos de tocar, abrir, ler, apreciar e despertar a curiosidade é incrível”, considera a profissional.

Inserindo os livros na decoração
A seguir, a arquiteta Isabella Nalon elenca 4 dicas para você utilizar o item na decoração da sua casa. Confira!

1. Defina o cômodo e o estilo decorativo
Por serem itens versáteis, os livros conseguem se encaixar muito bem em múltiplos ambientes da casa. Na sua distribuição, podem figurar no modo individual, em fileiras, pilhas ou com apoio sobre superfícies verticais e horizontais. O essencial é saber o efeito que deseja transmitir a quem chega no cômodo.

“Gosto de usar as prateleiras em detalhes, quando preciso apenas de um toque a mais. Estantes são bem-vindas quando realmente busco um impacto visual imperativo e maior área de exposição e armazenamento. Nichos são boas pedidas em espaços mais íntimos, como dormitórios e escritórios”, aconselha.

Contudo, a arquiteta ressalta que os livros não precisam ficar presos a esses espaços: mesas de centro, laterais e cadeiras de apoio se configuram como outras possibilidades interessantes.

2. Escolha o modelo de livro
Para quem procura vivenciar sensações de imponência e sofisticação, modelos volumosos e pesados são as melhores opções. Os livros de tamanho médio não deixam as diferenças de medidas tão evidentes e contêm uma variedade maior de obras.

A arquiteta Isabella também recomenda promover uma separação por cor da capa ou lombada do livro, bem como tamanho e tema, mas lembra que o mais importante é chegar a um visual que agrade e transmita bons sentimentos.

3. Combine os livros com outros objetos decorativos
Existem diversas formas de misturar os livros com outros elementos decorativos do lar. O morador pode ir intercalando com outras peças (como vasos, esculturas, caixas ou itens de memória afetiva ). Fazer essas combinações com outros objetos traz um certo movimento para o ambiente e enriquece ainda mais a decoração, sendo uma forma de complementar o protagonista do décor , que são os livros.

4. Limpe os livros regularmente
Conhecer como evitar alguns erros que costumam prejudicar o visual do ambiente é essencial. A limpeza dos exemplares e do local onde estão expostos, por exemplo, não pode ser deixada de lado, pois, com o acúmulo de sujeira, pó, traças, aranhas e outros insetos podem surgir inesperadamente.

Nesse contexto, limpar constantemente mantém os livros em bom estado por mais tempo. E estes, por sua vez, precisam ter seu espaço , já que, se ficarem muito amontoados, a probabilidade de danos às capas, lombadas e páginas é bastante grande. “O principal erro é esquecer os livros ali na estante ou prateleiras. Bagunça, sujeira e não deixar organizado de forma interessante, além de danificar os livros, tornam o local menos atrativo”, conclui a arquiteta .


Anhanguera
Anhanguera

Comentários: (0)





G4 Educação


Anhanguera
Anhanguera
Anhanguera