Biomédica explica principais doenças de pele do verão e como evitar

Evitar exposição solar das 10h às 16h e uso correto do protetor solar são algumas das dicas

Estação mais quente do ano, é no verão que as pessoas costumam aproveitar mais de momentos de lazer como praia, piscinas, parques e até viagens. As altas temperaturas e o clima fazem com que nossa pele fique mais exposta ao sol, umidade, areia ou água contaminada, fatores que podem gerar doenças de pele que são comuns durante a estação, mas que podem também gerar incômodo.


Durante o verão é preciso redobrar as atenções e cuidados com a pele. “Evitar a exposição ao sol das 10h às 16h e utilizar filtro solar correto para o corpo e rosto são as duas principais dicas que posso dar para alguém curtir o verão de forma minimamente confortável”, pontua a biomédica Louise Barreto, que também é coordenadora do curso de Biomedicina do Centro Universitário de Excelência (Unex), em Feira de Santana.

A profissional também alerta que a falta de cuidado com o sol no verão pode não só provocar problemas de pele, como a acne solar e queimaduras, como também favorecem o aparecimento de fungos, parasitas e bactérias, causadores de micoses superficiais, bicho geográfico, impetigo e foliculite.

“Existem alguns cuidados simples que podemos tomar no verão além do horário de exposição, cuidar da alimentação e do uso de protetor solar com cor para aquelas pessoas com manchas na pele. Durante a exposição ao sol é importante ter cuidado com os tipos de cosméticos que utiliza, afinal o uso de produtos com ácidos em sua composição pode sensibilizar a pele quando em contato com o sol e levar ao surgimento de manchas e queimaduras”, explica.

“É importante também ficar atento aos locais que está frequentando. Por exemplo: Praias onde costumam transitar muitos animais como gatos e cachorros são mais propícias ao aparecimento do bicho geográfico, pois esta doença é adquirida quando o ser humano entra em contato direto com o solo contaminado pelas larvas do parasita e pode causar o desenvolvimento de lesões com coceira”, alerta.

Os tratamentos de cada doença ou queimadura são distintos e a Dra. Louise Barreto recomenda que se procure um médico dermatologista imediatamente assim que alguma mancha ou ferimento incomum apareça no corpo, além de cuidar sempre da alimentação e a hidratação com a ingestão de água.


Anhanguera

Comentários: (0)







Anhanguera
Anhanguera