Vale a pena fazer cosméticos em casa?

Fizemos desodorante, hidratante e delineador em casa, usando ingredientes naturais. Veja como foi a experiência de usar cosméticos caseiros por dez dias e decida se vale a pena tentar

A busca por uma vida mais natural, o medo dos efeitos de componentes químicos, o cuidado com o meio-ambiente ou mesmo um estilo de vida vegano. São vários os motivos que levam as pessoas a, cada vez mais, buscar os cosméticos caseiros – além, é claro, da curiosidade de fazer seus próprios produtos.

Vegetarianismo: mais que uma dieta, um estilo de vida

Vegetarianismo: mais que uma dieta, um estilo de vida

Foto: Getty Images

Pode parecer complicado fazer em casa os cosméticos que compramos tão facilmente na farmácia, ainda mais se olharmos os componentes de nome estranho nos rótulos. Mas uma visita ao Pinterest ou uma busca dedicada na internet rende diversas receitas, das mais simples às mais complexas.

Fiquei intrigada com a praticidade de algumas das receitas que encontrei por aí. Inspirada a produzir menos lixo (culpa do blog Trash is for Tossers, da americana Lauren Singer), e cada vez mais dedicada ao meu espírito faça-você-mesmo, achei que seria uma boa ideia testar alguns desses cosméticos naturais e, quem sabe, incorporá-los à minha rotina. Escolhi, então, fazer três produtos, todos baseados no óleo de coco: desodorante, hidratante e delineador.

A repórter Tais Toti com os cosméticos feitos em casa

A repórter Tais Toti com os cosméticos feitos em casa

Foto: Edu Cesar

Antes de usar os produtos, é bom testar em um pedacinho do antebraço e esperar de um dia para o outro, para ver se não há reação alérgica a algum dos componentes das fórmulas

Foto: Edu Cesar

O primeiro passo foi guardar embalagens vazias de outros produtos, já que a ideia é ser o mais ecológica possível. Escolhi potes de vidro para o hidratante e desodorante e de alumínio para o delineador. “Para o antitranspirante, o alumínio é o material mais adequado. Quando maior a abertura da embalagem, maior a contaminação por microorganismos, porque o contato com o ar é maior”, indica Lucas Portilho, farmacêutico e especialista em Cosmetologia. Frascos no estilo pump (aquele que você aperta no topo) são os mais recomendados por terem a abertura bem pequena, recomenda o farmacêutico.

Por serem naturais, esses produtos têm maior perecibilidade. Uma dica é fazer uma etiqueta com a data de fabricação. Fazer quantidades pequenas, para ter o produto sempre fresco, também evita que ele perca o efeito.

Embora muitas pessoas busquem fazer seus próprios cosméticos como uma maneira de “desintoxicar” o corpo dos químicos, não é comprovado que os componentes dos produtos das farmácias façam mal à saúde. “Esse assunto é polêmico. Prefiro não me posicionar. Existem estudos que dizem que há riscos. Em contrapartida, outros estudos dizem o contrário, e os órgãos regulatórios, como a Anvisa e FDA (dos Estados Unidos) permitem o uso. Se eles permitem, é seguro até determinada concentração”, explica Lucas Portilho.

Abaixo você pode ler sobre a experiência de usar por 10 dias os cosméticos feitos por mim mesma, e como fazer em casa seus próprios produtos.

O desodorante caseiro funcionou%2C mas o efeito dele não é tão duradouro quanto o dos industrializados

O desodorante caseiro funcionou%2C mas o efeito dele não é tão duradouro quanto o dos industrializados

Foto: Edu Cesar

DESODORANTE
Dificuldade:
Fácil
Preço: R$ 13
Quantidade: 250 ml
Efeito: Moderado
Vale a pena fazer em casa? Depende
Receita:
3 colheres de sopa de óleo de coco
1/3 xícara de amido de milho
1/3 xícara de bicarbonato de sódio
10 gotas de óleo essencial de lavanda
10 gotas de óleo essencial de hortelã
Modo de fazer: Misturar todos os ingredientes

Experiência: O desodorante era o que estava mais empolgada para testar. É o tipo de produto que você não imagina que possa ter opções além do industrializado, então a curiosidade era grande para saber os resultados. O que causa o mau cheiro do “cecê” são as bactérias, e o óleo de coco seria o responsável por eliminá-las. “Ele é composto de vitamina E, vitamina K, ácido láurico, ácido mirístico e ácido caprílico, entre outros. O ácido láurico é transformado em monolaurina no corpo humano, que é antiviral e antibacteriana”, explica Aline Cruz Dias, dermatologista da Clínica CardioPele.

Bicarbonato

Mas o principal ingrediente é o bicarbonato de sódio, que age como antitranspirante e antiséptico. “Ele limita a proliferação de bactérias, diminuindo o processo de degradação do suor e impedindo a formação de substâncias volatéis de odor desagradável”. O óleo de lavanda, além do cheiro, é antiinflamatório, e o de hortelã é vasoconstritor, diminuindo a hiperpigmentação das axilas.

A textura do desodorante é uma pasta, que fica mais ou menos líquida de acordo com a temperatura do ambiente, e é bem simples de passar com os dedos. Cinco minutos depois da primeira aplicação, senti uma leve coceira. Descobri que esse é um efeito do bicarbonato, mas não senti nenhum incômodo depois. Repreendi a mim mesma por ter esquecido de fazer o teste no antebraço antes de usar o desodorante, procedimento necessário antes de usar qualquer cosmético, caseiro ou não.

Acostumada aos desodorantes que prometem proteger por 24h, assustei com o efeito curto do meu produto, tendo que reaplicá-lo cerca de três vezes ao dia. Mas isso me fez pensar sobre como os brasileiros, especialmente as mulheres, são preocupados demais com seu cheiro. Nos cobrimos de cheiros artificiais com medo do odor do próprio corpo, como se isso fosse sinônimo de péssima higiene. Passava o dia todo preocupada com o cheiro das minhas axilas, mas ninguém próximo a mim notou (sim, pedi para os amigos me avisarem se eu estivesse fedendo). O dia em que apliquei o desodorante apenas uma vez foi problemático, mas não acho muito esforço reaplicar o produto ao longo do dia. Em dias frios e para pessoas que suam menos, o desodorante caseiro pode ser uma boa opção.

A manteiga hidratante foi a melhor dentre os três testados%3A hidrata mesmo a pele%2C e deixa um cheirinho de coco

A manteiga hidratante foi a melhor dentre os três testados%3A hidrata mesmo a pele%2C e deixa um cheirinho de coco

Foto: Edu Cesar

MANTEIGA HIDRATANTE
Dificuldade:
Fácil
Preço: R$ 10
Quantidade: 250 ml
Efeito: Bom
Vale a pena fazer em casa? Sim
Receita:
1 copo óleo de coco
15 gotas de óleo essencial de lavanda (ou outro de sua preferência)
Modo de fazer: Bater a mistura com fouet ou na batedeira até chegar em uma consistência leve e esbranquiçada

Experiência: Esta receita é basicamente usar o óleo de coco como hidratante, mas em uma textura mais agradável do que ele puro. “Pelo seu alto índice de vitamina E, ele age como um excelente antioxidante, retardando o envelhecimento da pele. Apresenta ainda uma ação umectante, ajudando assim a reter a umidade da pele; o que o faz com que ele seja um dos melhores hidratantes”, explica a dermatologista Aline Cruz Dias. Na primeira aplicação, minha pele ficou extremamente melada, e achei que ele não seria bem absorvido. Mas na segunda tentativa, descobri que estava passando muita quantidade: basta um pouquinho e ele espalha bem. A sensação é parecida com a de um óleo pós-banho. O único problema foi o cheiro: mesmo com o óleo de lavanda, o coco foi predominante, e apesar de ser agradável eu já estava enjoando da fragância. A experiência com o hidratante foi boa, e acredito que nas próximas vezes testarei novos óleos e fragâncias.

O delineador foi a maior decepção. A cor não fica forte e nem fixa direito. Mas deu para aproveitar como sombra cremosa

O delineador foi a maior decepção. A cor não fica forte e nem fixa direito. Mas deu para aproveitar como sombra cremosa

Foto: Edu Cesar

DELINEADOR
Dificuldade:
Fácil
Preço: menos de R$ 5
Quantidade: 10g
Efeito: Ruim
Vale a pena fazer em casa? Não
Receita:
1 colher de chá de óleo de coco
1 colher de sopa de cacau em pó
Modo de fazer: Misturar os ingredientes até chegar numa consistência uniforme

Experiência: Antes de qualquer coisa, precisava saber se poderia colocar cacau em pó e óleo de coco tão perto do meu olho. “Mesmo que seja utilizado em uma área muito sensível, não oferece risco para pele e para o olho. Porém devemos respeitar as diferenças entre as pessoas, pois muitas apresentam dermatites aos componentes”, explica a dermatologista Aline Cruz Dias. O carvão ativado ou carvão vegetal, que pode ser usado no lugar do cacau em pó para um delineador de cor preta, também não apresenta riscos, segundo a especialista. Mas é preciso usá-lo em cápsulas, sendo mais difícil de encontrar.

Fazer o produto é bem simples, mas definitivamente não funciona como delineador. É como se o cacau não diluísse completamente, deixando pequenos pontos e a cor bastante fraca. Descobri que dava para usar como sombra, deixando um belo esfumado sutil. Porém, a durabilidade é minima: basta passar o dedo para todo o produto sair. Tentar foi divertido, mas vale juntar o dinheiro para comprar um pré-fabricado – há várias marcas , inclusive, que usam apenas componentes naturais.

Delineador, desodorante e manteiga hidratante. Veja a seguir o passo a passo da produção de de cada cosmético

Delineador, desodorante e manteiga hidratante. Veja a seguir o passo a passo da produção de de cada cosmético

Foto: Edu Cesar

Para o delineador, você vai precisar de cacau em pó (puro, sem açúcar) e óleo de coco. Veja as quantidades abaixo

Para o delineador, você vai precisar de cacau em pó (puro, sem açúcar) e óleo de coco. Veja as quantidades abaixo

Foto: Edu Cesar

Misture os dois ingredientes em um potinho. O objetivo é dissolver ao máximo o cacau em pó

Misture os dois ingredientes em um potinho. O objetivo é dissolver ao máximo o cacau em pó

Foto: Edu Cesar

Para um delineador preto, pode ser usado carvão ativado em cápsulas

Para um delineador preto, pode ser usado carvão ativado em cápsulas

Foto: Edu Cesar

Transfira a mistura para um recipiente adequado, com tampa

Transfira a mistura para um recipiente adequado, com tampa

Foto: Edu Cesar

Pronto: um delineador cremoso, que pode ser aplicado com pincel fininho ou chanfrado

Pronto: um delineador cremoso, que pode ser aplicado com pincel fininho ou chanfrado

Foto: Edu Cesar

O desodorante pede mais ingredientes: óleo de coco, amido de milho, bicarbonato de sódio e óleos essenciais de lavanda e hortelã

O desodorante pede mais ingredientes: óleo de coco, amido de milho, bicarbonato de sódio e óleos essenciais de lavanda e hortelã

Foto: Edu Cesar

Misture os ingredientes, um por um, em um pote ou tigela

Misture os ingredientes, um por um, em um pote ou tigela

Foto: Edu Cesar

Deixe as gotas de óleo essencial para o final. Além de perfumar, os óleos essenciais têm efeito anti-inflamatório e vasoconstritor

Deixe as gotas de óleo essencial para o final. Além de perfumar, os óleos essenciais têm efeito anti-inflamatório e vasoconstritor

Foto: Edu Cesar

Misture bem até todos os ingredientes serem incorporados e você chegar a uma consistência cremosa

Misture bem até todos os ingredientes serem incorporados e você chegar a uma consistência cremosa

Foto: Edu Cesar

Guarde em um pote com tampa. Quanto menor a 'boca' da embalagem', menor a possibilidade de contaminação

Guarde em um pote com tampa. Quanto menor a ‘boca’ da embalagem’, menor a possibilidade de contaminação

Foto: Edu Cesar

A manteiga hidratante tem apenas dois ingredientes: óleo de coco e óleo essencial para perfumar. Mas é bom ter um fouet, essa ferramenta da foto, ou uma batedeira para fazer a mistura

A manteiga hidratante tem apenas dois ingredientes: óleo de coco e óleo essencial para perfumar. Mas é bom ter um fouet, essa ferramenta da foto, ou uma batedeira para fazer a mistura

Foto: Edu Cesar

Goteje o óleo essencial sobre o óleo de coco e prepare o muque (ou a batedeira) para bater

Goteje o óleo essencial sobre o óleo de coco e prepare o muque (ou a batedeira) para bater

Foto: Edu Cesar

O segredo é misturar muito bem até chegar à textura desejada, mais firme e fácil de aplicar do que o óleo

O segredo é misturar muito bem até chegar à textura desejada, mais firme e fácil de aplicar do que o óleo

Foto: Edu Cesar

Despeje a manteiga hidratante em um pote com tampa

Despeje a manteiga hidratante em um pote com tampa

Foto: Edu Cesar

Prontinha para usar!

Prontinha para usar!

Foto: Edu Cesar

Antes de usar os produtos, é bom testar em um pedacinho do antebraço e esperar de um dia para o outro, para ver se não há reação alérgica a algum dos componentes das fórmulas



Comentários: (0)





G4 Educação


Anhanguera
Anhanguera
Anhanguera