Casais praticam ioga em dupla para aumentar intimidade e apimentar relação

Aretha Martins

Em diferentes modalidades, a prática milenar fortalece a confiança entre os parceiros e ajuda a diminuir as tensões; veja vídeo com duplas praticando a acrobática acroyoga

Dando nome a prática milenar que trabalha corpo e mente, a ;palavra ioga, traduzida do sânscrito para o português, significa união. Assim, não é surpresa o fato da disciplina ligada a meditação e a respiração estar sendo praticada cada vez mais por casais. ;Professores e alunos que a praticam afirmam que ela beneficia, e muito, o relacionamento e ainda ajuda a apimentar a vida íntima do casal.

Segundo a professora Fabiana Barbosa, do Yoga Moskha Studio, a ioga funciona como um espelho voltado para dentro da pessoa. Quando praticada a dois, os parceiros se veem refletidos um no outro, trocando olhares intensamente e tendo a oportunidade de se conhecer melhor. “O emocional fica nítido durante a prática”, conta Fabiana.

Michele Bastos e o marido, Cleber, praticam ioga há mais de 10 anos e há um ano começaram na acroyoga, que mistura ioga, acrobacias e massagem thai. “A troca é bem importante. Os outros podem nem perceber, mas nós conseguimos entender isso. Vejo quando ele está irritado com alguma coisa e tento ajudar. Como temos essa intimidade, percebo melhor as reações dele e isso nos ajuda”, conta Michele, confirmando o que diz a professora Fabiana.

Existem algumas modalidades de ioga mais propícias para casais. Uma delas é a própria acroyoga. Geralmente, o integrante da dupla mais forte fisicamente serve de base de apoio para o outro. “A acro é voltada para as relações. Primeiro tem de ter confiança no parceiro e, depois, entrega”, explica Wal Nunes, do Studio Yoga Integral.

A acroyoga também pode despertar um jeito diferente de olhar para o parceiro e proporcionar um incremento no sexo. “Em alguns momentos, o meu pé fica no bumbum ou na virilha dela. E tem o jeito que ela sorri e a euforia quando consegue uma posição. Isso tudo desperta a libido porque você para de ver a sua esposa apenas no dia a dia e a vê como uma mulher poderosa. E você é a base disso”, teoriza Ruben Caethano, professor de ioga e praticante de acro ao lado da esposa Valquiria Akemi. “A acroyoga, para ativar a vida sexual, é maravilhosa”, empolga-se ele.

No vídeo abaixo, a professora Elaine Lilli, uma das pioneiras da modalidade no Brasil, dá mais detalhes sobre a prática e o casal Carlos Henrique Arouca e Carla Brasil Arouca revela os benefícios que obteve ao fazer os exercícios acrobáticos em dupla. “Você e sua mulher ali em cima, fazendo movimentos sempre abertos, expansivos. Com certeza, vai levar isso para o seu universo horizontal”, revela Carlos.

TODO MUNDO PODE FAZER?

A acroyoga é indicada para quem já tem condicionamento físico e flexibilidade. Quem pretende começar a praticar com o (a) parceiro (a) pode optar pela hatha yoga, que também conta com as posturas, também chamadas de asanas, em dupla.

“É trabalhada a dinâmica da parceria porque existem os asanas de equilíbrio e um usa o corpo do outro para se apoiar”, descreve Fabiana, explicando que com isso um conhece o limite do outro. Por exemplo, até onde eu consigo puxar para que a minha parceira se alongue sem machucar? “É uma experiência maravilhosa porque é reveladora”, defende Fabiana.

E os resultados não demoram a aparecer. “Em três ou quatro aulas já dá para sentir uma melhora no casal. É rápido porque logo quebra o gelo entre os dois. Tem o contato físico e a troca de energia desde o começo, por isso os resultados logo aparecem”, diz Luiz Antônio Ribeiro, que dá aulas de ioga em grupo e individuais na rede de academias Bodytech.

Professor ensina algumas posturas a dois. Veja na galeria abaixo e se inspire:

Para começar a yoga para casais, os dois sentam um de costas para o outro. Com isso, a dupla corrige a postura e ainda sente a respiração um do outro

Para começar a yoga para casais, os dois sentam um de costas para o outro. Com isso, a dupla corrige a postura e ainda sente a respiração um do outro

Foto: Edu Cesar

É possível fazer uma torção com o corpo e começar o alongamento. Os exercícios de torção ajudam a eliminar as toxinas do corpo. Essa postura é chamada de matesyendrasans

É possível fazer uma torção com o corpo e começar o alongamento. Os exercícios de torção ajudam a eliminar as toxinas do corpo. Essa postura é chamada de matesyendrasans

Foto: Edu Cesar

Asana trabalha alongamento de pernas e abre o peito. É preciso confiar no outro. "Pode vir, eu não vou soltar você", diz o professor

Asana trabalha alongamento de pernas e abre o peito. É preciso confiar no outro. “Pode vir, eu não vou soltar você”, diz o professor

Foto: Edu Cesar

Ainda com as pernas afastadas, o casal trabalha o alongamento da lateral do corpo

Ainda com as pernas afastadas, o casal trabalha o alongamento da lateral do corpo

Foto: Edu Cesar

Esse é o começo da postura do barco. Os dois unem os pés e tentam esticar as pernas. Os iniciantes podem apenas tirar os pés do chão

Esse é o começo da postura do barco. Os dois unem os pés e tentam esticar as pernas. Os iniciantes podem apenas tirar os pés do chão

Foto: Edu Cesar

Para os alunos mais avançados, as duas pernas ficam esticadas para formar o barco

Para os alunos mais avançados, as duas pernas ficam esticadas para formar o barco

Foto: Edu Cesar

Para quem não tem flexibilidade ou equilíbrio para esticar as duas pernas, é possível fazer a posição com uma perna de cada vez

Para quem não tem flexibilidade ou equilíbrio para esticar as duas pernas, é possível fazer a posição com uma perna de cada vez

Foto: Edu Cesar

Em pé, outra posição em dupla é a árvore. Aqui é trabalhado o equilíbrio. Se um é mais alto que o outro, como na foto, é possível fazer a postura com a perna flexionada

Em pé, outra posição em dupla é a árvore. Aqui é trabalhado o equilíbrio. Se um é mais alto que o outro, como na foto, é possível fazer a postura com a perna flexionada

Foto: Edu Cesar/Foto Arena

No cachorro olhando para baixo, um deles alonga as costas e a parte posterior de pernas e o outro ajuda, fazendo uma pressão no quadril do parceiro

No cachorro olhando para baixo, um deles alonga as costas e a parte posterior de pernas e o outro ajuda, fazendo uma pressão no quadril do parceiro

Foto: Edu Cesar

Para ter um contato ainda maior, um deles pode se deitar sobre o outro. Além de alongar, a varição da posição trabalha o toque

Para ter um contato ainda maior, um deles pode se deitar sobre o outro. Além de alongar, a varição da posição trabalha o toque

Foto: Edu Cesar

Para quem é avançado, é possível brincar no momento da posição

Para quem é avançado, é possível brincar no momento da posição

Foto: Edu Cesar

Aqui, os dois alongam as costas e olham um para o outro por entre as pernas. A posição trabalha tanto o contato físico quando o visual. É possível acompanhar a expressão

Aqui, os dois alongam as costas e olham um para o outro por entre as pernas. A posição trabalha tanto o contato físico quando o visual. É possível acompanhar a expressão

Foto: Edu Cesar

Outro alongamento que parece quase uma brincadeira é levantar o parceiro nas costas. Também exige confiança entre o casal

Outro alongamento que parece quase uma brincadeira é levantar o parceiro nas costas. Também exige confiança entre o casal

Foto: Edu Cesar

Neste caso, o homem é o apoio para a mulher se alongar na postura do triângulo. Depois, eles podem trocar os papéis

Neste caso, o homem é o apoio para a mulher se alongar na postura do triângulo. Depois, eles podem trocar os papéis

Foto: Edu Cesar

Mais uma maneira que um pode servir de apoio ou sustenção para o outro na ioga em dupla é com a parada de mão

Mais uma maneira que um pode servir de apoio ou sustenção para o outro na ioga em dupla é com a parada de mão

Foto: Edu Cesar

Nesta posição, a balassana, quem está aloejalho sente o alongamento das costas. A posição favorece o contato e o relaxamento

Nesta posição, a balassana, quem está aloejalho sente o alongamento das costas. A posição favorece o contato e o relaxamento

Foto: Edu Cesar

E por que não se aventurar e fazer quase uma acroyoga para alongar o parceiro?

E por que não se aventurar e fazer quase uma acroyoga para alongar o parceiro?

Foto: Edu Cesar

APRENDENDO A RESPIRAR

Para alunos e praticantes da ioga em dupla, em qualquer uma das modalidades, além da troca de olhares e da cumplicidade, o toque é muito importante. ;

“Somos um casal e temos intimidade, mas é bom quando você descobre diferentes formas de tocar. Segurar a mão é uma coisa que pode se tornar boba, mas na aula, é preciso segurar com firmeza. Você sente que tem o apoio e aquilo dá um conforto. É possível se inspirar com os toques mais inocentes”, afirma a praticante Michele.

Mesmo quando não há o toque, a ioga pode ajudar os casais. É o caso de Elisa Hoeppers e Rodolfo do Amaral, que começaram a namorar em novembro de 2013. Eles se conheceram praticando a modalidade e são adeptos da variante swasthya. Neste caso, cada um, individualmente, faz os seus exercícios e sua meditação.

“É comum se fazer de vítima e colocar a culpa no outro. Na ioga, você aprende a olhar para si. Com isso, a gente se conhece e vê que o problema, a ferida, está em nós e não no outro. Isso ajuda no relacionamento”, define Elisa.

De acordo com o casal, a prática ajuda a trabalhar os conflitos e ainda ensina a relaxar. “Se você não respira direito, principalmente nos momentos difíceis, isso gera uma tensão. ;Na ioga você aprende a respirar e, se consegue controlar a respiração, controla a vida”, diz Elisa. ;O namorado concorda. “A prática nos ajuda a não reagir logo de cara e entrar numa discussão.”

Obviamente, as modalidades de ioga em dupla não são restritas aos casais. Amigos, ;familiares e colegas de aula também podem praticá-las juntos.


Anhanguera

Comentários: (0)





G4 Educação


Anhanguera
Anhanguera
Anhanguera