Apresentadora da Record desabafa sobre filha diagnosticada com síndrome

Adriana Araújo descobriu doença da filha quando ainda estava grávida. Médico sugeriu amputar perna, mas ela é hoje uma adolescente saudável. “Pacientes são pessoas, não números”

A jornalista Adriana Araújo, apresentadora do “Jornal da Record”, divulgou uma carta, publicada pelo jornal “Folha de São Paulo” na quarta-feira (3), em que ela conta história emocionante da filha, Giovanna, que foi diagnosticada com hemimelia fibular, uma síndrome ortopédica, quando ainda estava na barriga da mãe.

Adriana Araújo e a filha Giovanna

Adriana Araújo e a filha Giovanna

Foto: Reprodução/Facebook

Com o título de “Carta ao médico que nunca enxergou sua filha”, a jornalista relata a doença que pode afetar membros inferiores e superiores.

Adriana conta que um médico indicou, de forma fria, a amputação do pé e de parte da perna direita da menina. “Mãe, é melhor amputar”.

Hoje Giovanna tem 18 anos de idade e a mãe conta que ela está feliz, saudável e que passou por diversas cirurgias.

A adolescente está se preparando para o vestibular de medicina. “Ortopedista, ela diz que não deve ser. Mas não sabe ainda qual especialização seguir. Cedo demais pra quem tem só 18. Pra mim não importa.”

Giovanna%2C filha da jornalista Adriana Araújo

Giovanna%2C filha da jornalista Adriana Araújo

Foto: Reprodução/Facebook

A jornalista ainda completou. “Ela tem direito a mudar de ideia quantas vezes quiser. Mudar de profissão, inclusive, se em algum momento achar que não é a Medicina o caminho. Mas se for sei que vai nascer de dentro dessa garota uma médica de verdade. Capaz de olhar o paciente por completo. Capaz de entender as dores do corpo, mas também da alma”. Ela ainda finaliza. “Pacientes são pessoas, não números”.

No Facebook, Adriana se mostrou emocionada com as mensagens sobre seu desabafo. “Amigas enviando mensagens com a maquiagem borrada, avó se desmanchando em Bh e muitas pessoas que não conheço enviando palavras de carinho e respeito. E eu chorando muito. Choro de amor, de alívio, de vitória. E a todos que me perguntam de onde tirei forças? Desse sorriso. A Giovanna me guiou, me fez achar a coragem que eu nem imaginava ter.”


Anhanguera

Comentários: (0)







Anhanguera
Anhanguera
Anhanguera