Saiba como eternizar seu buquê de noiva

Sem Parar

Bouquet preservation é a nova tendência para eternizar memórias do casamento

O casamento é um evento mágico e uma ocasião repleta de emoções que marcam o início de uma nova jornada na vida dos casais. Além disso, é um momento de grandes celebrações, regado de ritos e tradições, por exemplo, o uso do buquê. De acordo com alguns contos, ele era utilizado pelos povos grego, romano e egípcio para afastar a má sorte e simbolizava esperança, fidelidade e felicidade. Desde então, vem sendo utilizado de geração em geração. Além de sua explicação histórica, o buquê agrega valor para o look da noiva e é um acessório que reflete seu gosto pessoal e estilo nesse dia tão especial.


Por ser esse grande símbolo do casamento, muitas noivas estão aderindo ao chamado ” bouquet preservation” , que nada mais é que uma forma de eternizar esse acessório tão significativo. A arquiteta Sabrina Camara é proprietária de um ateliê especializado em eternizar momentos do casamento e conta um pouco mais sobre essa nova tendência e quais cuidados são necessários para realizar essa preservação.

“O trabalho do ateliê é fruto do conceito que tento imprimir há muitos anos: a construção do nosso legado a partir das memórias que carregamos. A arte do bouquet preservation é a representação física do que é tecer nossa história através dos tempos e dos ritos”, comenta Sabrina, que é inspiração para inúmeros profissionais que também se encantaram com a arte de preservar buquês.

A artista conta que o Brasil ainda está engatinhando na preservação floral. Por ser um processo artesanal, o bouquet preservation requer um número limitado de produção para garantir a excelência e a qualidade esperadas. “O processo de preservação demora em torno de 30 dias. Então, um mês após a entrega das flores, você terá seu buquê em mãos de volta. Bem na hora que bate aquela saudade de tudo!”, compartilha a arquiteta.

Antes de enviar o buquê para os ateliês, é necessário tomar alguns cuidados. Em alguns casos, vale colocá-lo em um saco plástico dentro da geladeira, o que ajuda a manter as flores firmes de um dia para o outro. “Pode parecer estranho, mas é um bom lugar para deixá-lo firme”, justifica. Mas, ela já avisa: a geladeira não garante resultados incríveis sempre. É importante agendar o trabalho com antecedência e se programar para enviar o buquê logo após o casamento para que o processo se inicie o quanto antes. Segundo a especialista, flores frescas preservam melhor.

No caso de envio pelos Correios, é fundamental que o buquê esteja em uma caixa de papel e bem calçado com papel para que fique firme e não balance.

Para quem opta por jogar o buquê para os convidados, a sugestão é que a noiva também encomende um outro menor para poder manter a tradição, mas, ainda sim, guardar o buquê especial como se fosse uma jóia em um quadro. Dessa forma, o casal poderá relembrar a celebração para sempre, além de usufruir do item como decoração em sua casa.

Comentários: (0)